Para consolidar sua participação do mercado brasileiro, a Renault se uniu ao McDonald’s e reeditou a promoção “Girou, Ligou, Ganhou”, que dará 100 veículos do modelo Kwid aos consumidores do país.
Além da maior quantidade de carros sorteados–nas 37 edições anteriores a marca ofecereu até sete veículos–, a campanha terá um tempo de duração maior: três semanas contra uma anteriormente.
Neste ano, a oferta começará na próxima sexta-feira (10) e terminará no dia 27 deste mês.
Para participar, é só ir até uma concessionária Renault, escolher uma chave, e tentar dar a partida no modelo Kwid. Ganha o carro quem conseguir ligá-lo girando a chave.
Quem não levar o carro, receberá uma ficha para se inscrever para o sorteio. Serão 20 carros disponíveis nas concessionárias e outros 80 para o sorteio geral.
Junto com a promoção, a fabricante diz que dará condições especiais para a aquisição de veículos da marca com entrada de R$ 100 ou taxa de juro zero no financiamentos.

Drive-thru e manutenção: chance extra
Os clientes do McDonald’s terão uma chance extra de levar o veículo. A rede de lanchonetes terá 3 milhões de chaves para distribuir por quem passar em um drive-thru e pedir um Big Mac ou qualquer McOferta. Com a chave, o consumidor deve ir a uma concessionária e tentar a sorte.

Por dia, a rede de restaurantes vende, em média, 1 milhão de Big Macs no Brasil, enquanto as concessionárias da Renault recebem, em média, 2 mil a 3 mil visitantes.
Também ganhará uma chave quem optar por fazer a manutenção de seu carro ou optar por um test-drive de algum modelo da marca durante o período da campanha.
“Desta vez, a quantidade de carros, a condição comercial e a parceria com o McDonald’s dão um caráter único para esta promoção”, afirma Federico Goyret, diretor de marketing da Renault do Brasil.
Segundo ele, que não quis revelar a meta de vendas com a promoção, o objetivo da campanha é levar mais pessoas às concessionárias. Segundo ele, antes da era digital, em média, uma pessoa ia a cinco lojas antes de decidir comprar; hoje são 1,5 concessionárias, na média.
“Queremos que as pessoas tomem contato com carro, sentem no veículo e conversem com um vendedor.  O objetivo é levar milhares de pessoas às concessionárias. Distribuímos 500 mil chaves pelas concessionárias, além das 3 milhões que estarão na rede do McDonald’s”, disse ao Destak Goyret.

Aposta nos seguidores de famosos

Por conta disso, a Renault lançará uma campanha publicitária multiplataformas, criada pela DPZ&T, reunindo os três embaixadores da marca: Anitta, Marina Ruy Barbosa e Bruno Gagliasso.
Na voz da cantora Anitta, a campanha resgata o icônico jingle do Big Mac, cuja letra foi alterada para destacar as vantagens da promoção.

“Uma das grandes inovações da campanha é a produção de filmetes nativos de Whatsapp, protagonizados pela Anitta, para serem viralizados nos grupos da família, do trabalho a até mesmo da sacanagem”, reforça Cláudio Rawicz, gerente de publicidade da Renault do Brasil.
Em alguns posts da Anitta, segundo Goyet, ela tem 2 milhões de likes e 80 mil comentários. “É muito popular”, referiu ele.
A campanha apresenta desdobramentos nos canais sociais. Os embaixadores vão interagir entre si usando seus perfis oficiais. Da mesma forma, os jornalistas de “fofocas” Nelson Rubens e Leão Lobo trocam tweets a respeito da promoção.

Dois dígitos
A Renault vendeu 93 mil veículos no Brasil no primeiro semestre, um recorde. Atualmente, a marca tem 8,3% de participação no mercado brasileiro, contra 7,7% no fim de 2017.
“Ultrapassamos o patamar de 8%. Nunca antes na história da Renault passamos 8%. E queremos mais. O objetivo claro que é alcançar a marca de dois dígitos, mas queremos um negócio rentável”, acrescentou ele ao Destak.
A empresa tem quatros fábricas no Brasil– uma de injeção de alumínio, uma de motores, outra de carros e de utilitários– e pretende produzir mais de 300 mil unidades.
“A paralisação dos caminhoneiros afetou, mas para a Renault o ano de 2018 tem sido muito bom. Crescemos 15% em relação ao ano passado”, conclui o diretor de marketing.