Daniel Ricciardo, da Renault, começa sua temporada de 2019 com sua corrida em casa na Austrália, com a emoção de fazer sua estreia em uma nova equipe.

Tendo mudado da Red Bull Racing para a Renault em 2019, Ricciardo diz que já estava animado para começar a correr pela equipe francesa. No entanto, somado a essa empolgação está a pressão das corridas na frente de sua torcida, já que a primeira corrida do ano acontece no Albert Park, em Melbourne.

“É emocionante pensar que a minha primeira corrida pela Renault, é o meu Grande Prêmio em casa”, explicou Ricciardo.

“Sempre há muita empolgação no início da temporada de Fórmula 1, e isso foi amplificado por eu me juntar a um novo time. Eu tenho essa data marcada desde que eu anunciei que estaria assinando com a Renault, e estou ansioso para começar a semana de corrida. Tem sido um longo inverno com muitas teorias e especulações por aí, mas a pista de corrida é onde nós resolvemos tudo isso.”

“Fizemos um bom teste de inverno, estou cada vez mais feliz toda vez que entro no carro, e a primeira corrida será especialmente emocionante. Eu me sinto confortável dentro da equipe, andar pela garagem, entrar no carro, tudo parece legal e real agora”.

Ricciardo é famoso por ficar calmo sob pressão, e diz que o peso da expectativa em seus ombros como o único herói local para o público, serve mais como motivação, ao invés de ser um fardo: “Eu sei que o público australiano estará lá apoiando-me como o único representante em casa no grid. Espero que haja um mar de amarelo nas arquibancadas e isso será realmente motivador”.

“Haverá muita expectativa e atenção em nós, mas estamos permanecendo realistas com o que nos propusemos alcançar. Isso não impede o fato de que estaremos dando o melhor de nós. O meio do grid estará apertado, mas estamos diminuindo a diferença para o topo. A primeira corrida é o primeiro capítulo desta jornada, e eu vou estar empenhado para garantir que nos orgulhemos”, finalizou.